Alta finança para Dummies – Intro

Caro leitor,

Se múltiplas vez se questionou sobre os mecanismos internos dos mercados globais, as suaves subtilizas que fazem os índices deslizar como répteis que injetam um veneno tóxico nas suas poupanças está no local aconselhado para desfazer tais angústias que consomem a sua digestão num ardor imenso. Anime-se, está a um passo de ser um pobre mais bem informado.

Se amiúde se inquietou   (de facto sentiu-se  algo ignorante) perante as páginas plenas de pequenos dígitos onde a cotação do titulo mais badalado se entrecruza com um “junk Bond” e, de forma alguma, consegue entender a razão de um milhão de  títulos de dívida nacional de estados soberanos ser achincalhado por uma suposta entidade classificadora está perante uma ferramenta preciosa na compreensão dos motivos que o votam, inevitavelmente, à categoria dos que nunca se safarão.

Em suma, será repetida e insistentemente explorado por governos de diferentes partidos, democracias de cifrão, mercados globais onde o seu salário é , terá que ser , esfomeadamente menor ,de forma a não comprometer níveis de rentabilidade e , portanto , manter os acionistas satisfeitos.

Em mais suma ainda, fodido. É o que você está

Se o seu quotidiano monótono , feito de lides esmorecidas  e uma carteira lacónica, é atormentado pelos efeitos nefastos da crise do crédito global encontrou o local onde poderá encontrar uma explicação em linguagem apropriada ao seu nível educacional e ao seu estrato social , a sua extirpe que certamente engloba a palavra baixa . A extensão do texto é pensada nos cidadãos de vidas ocupadas em apertos constantes e que não querem perder pitada do campeonato de futebol ou confundir as suas mentes limitadas em textos demasiado elaborados.

Sejam então bem-vindos à Alta Finança para “dummies”, Totós, Otários, gente sem importância, ínfimo investidor, cidadão contribuinte; utilizador sempre pagador, credor do FMI, peça espremida na imensa maquinaria dos mercados oscilantes de todos os receios.

Em pequenas definições acompanhadas de exemplos claros como o balanço de uma empresa de capitais de risco será o leitor confundido neste universo tão dinâmico, tão vibrante mas onde, infelizmente, apenas alguns prosperam. Tranquilize-se, esse não será o seu caso.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s